domingo, 5 de outubro de 2008

Dead Poem



Falta De Inspiração

Morto está o poema.
Findo, estagnado, acabado.
Afogado num marasmo
de poesias perdidas.

Morto, morto e enterrado.
E tal qual o poeta sem inspiração,
grita num timbre vazio,
num ritmo inexistente.

Caem palavras pesadas.
No ar despencam, perdem as asas.
E no despencar do que antes foi verso,
as gotas de luto reviram pesadelos.

Morto está o sonho.
E nos domínios noturnos,
reino da insípida escuridão sem estrelas,
os demônios de morfeu bebem sangue.

Enquanto dormem os pássaros,
trabalham os poetas.
Porém, sem vida é o poeta,
pois morto está o poema.

(by: Night Angel)

2 comentários:

kanmila disse...

nao podia deixar de vim aki te prestigiar..
muitoo bomm
Amei o poema.


Amo você =)
by:kanmila

Rafaela disse...

Tenho uma idéia brilhante:
Atualize!


E só pra constar mesmo... Eu amo você, meu xuxuzinho :D